Acontece no Estado

Comércio se anima com saques programados


José Augusto Gomes, superintendente da Acim, fala sobre a injeção na economia do dinheiro sacado do FGTS em março


  Por Redação Facesp 15 de Fevereiro de 2017 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


As lojas do comércio da cidade de Marília estão com boa expectativa quanto ao saque de recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que vai começar no dia 10 de março, envolvendo 10,1 milhões de brasileiros que têm direito à retirada, provocando a abertura da Caixa Econômica Federal aos sábados, a partir do dia 18 deste mês. “Sem dúvida isso pode ajudar o comércio em geral com uma injeção financeira que não era esperada”, comentou o superintendente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, José Augusto Gomes ao apontar o calendário, que mostra que quem nasceu em janeiro e fevereiro, poderá sacar os recursos a partir de 10 de março.

De acordo com o dirigente mariliense os nascidos em março, abril e maio, poderão sacar a partir de abril; os que fazem aniversário em junho, julho e agosto, a partir de maio; os aniversariantes de setembro, outubro e novembro, a partir de junho; e os que nasceram em dezembro, em julho. “As lojas devem se preparar e aguardar o consumidor”, anunciou ao lembrar que a Caixa Econômica vai abrir durante cinco horas aos sábados para orientar os trabalhadores sobre como devem proceder para retirar o dinheiro das contas inativas, aquelas vinculadas a contrato de trabalho já extinto. “Uma única pessoa pode ter várias contas do FGTS, uma para cada trabalho com carteira assinada, e cada conta é encerrada quando o respectivo contrato é finalizado”, falou ao fazer o alerta para o consumidor.

Segundo José Augusto Gomes existem 18,6 milhões de contas inativas há mais de um ano, com saldo total de R$ 41 bilhões. O governo estima que os saques das contas inativas do FGTS vão injetar R$ 35 bilhões na economia. “Estima-se que 100% das contas inativas será sacado pelos trabalhadores, e boa parte desse dinheiro reforçará o consumo das famílias nos próximos meses, o que deve gerar um impacto positivo no crescimento da economia de até 0,40 ponto porcentual”, falou o superintendente da associação comercial local. O argumento do Presidente da República, Michel Temer, foi de que 86% das contas têm saldo inferior a R$ 880 (salário mínimo de 2016). “O importante é que estejamos preparados”, reforçou.

As campanhas promocionais da Acim, bem como algumas atividades específicas, serão direcionadas não só para o “lembrete” do uso do FGTS no comércio como as promoções do “Liquida Marília” e o Dia Internacional da Mulher (8 de março). “Vamos procurar atrair o consumidor para os principais corredores comerciais da cidade”, anunciou. “Com o consumidor nas ruas, o comerciante deve atrai-lo para dentro das lojas”, explicou o dirigente da associação comercial mariliense animado com a possibilidade de melhoria na performance do comércio em geral.