Acontece no Estado

Campinas e região abrem mais de 13 mil vagas para temporários


Associação Comercial de Campinas identifica as características que o varejo busca em quem está procurando uma vaga


  Por Redação Facesp 26 de Outubro de 2017 às 12:49

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


O Natal desse ano deve abrir mais de 13 mil vagas temporárias em Campinas e região, cerca de 3,50% acima do registrado em 2016. A expectativa é do departamento de Economia da Associação Comercial de Campinas (ACIC).
 
O gerente-executivo da ACIC, Leandro Diniz, destaca que as contratações temporárias são uma oportunidade para o varejo tomar contato com novos profissionais e descobrir talentos que podem fazer a diferença nas empresas.
 
Diniz orienta que os candidatos devem atentar para algumas características que podem ser determinantes a hora da contratação. Além de preparar um bom currículo, pois é a informação que será compartilhada com o entrevistador, há outros aspectos a serem destacados.
 
Uma boa apresentação pessoal do ponto de vista do vestuário é importante, pois de acordo com Diniz, no varejo o contato humano é muito frequente, então a imagem que será transmitida em termos de postura e vestuário também será avaliada no processo seletivo.
 
Além disso, pesquisar antes sobre a empresa, os produtos que ela vende e sobre a vaga é essencial. “Isso pode ser um diferencial porque os entrevistadores costumam fazer dinâmicas em grupos, fazem processos com vários candidatos simultaneamente. Isso pode fazer com que ele se diferencie em relação a outro candidato”, explica o gerente-executivo.
 
Existem também competências comportamentais que são extremamente valorizadas no varejo, como: ser atencioso, ter postura e educação; se relacionar bem com outras pessoas; ter afinidade com o produto que vai vender e trabalhar; colaborar para uma boa experiência de compra; não induzir clientes a uma compra equivocada e entender que atingir a meta é consequência de um bom atendimento.
 
LEGISLAÇÃO
 
Segundo o economista da Associação Comercial de Campinas, Laerte Martins, a nova Lei sobre as contratações dos terceirizados, a partir de outubro deve reduzir os custos de contratações para o varejo, o que favorece a abertura de vagas.

FOTO: Thinkstock