Acontece no Estado

Associação Comercial e Industrial de Marília participará do “Setembro Verde”


Encontro prévio realizado na Acim define participação da entidade na campanha de 2015


  Por FACESP 02 de Junho de 2015 às 00:00

  | Informações da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília (Acim) confirmou participação na campanha “Setembro Verde 2015”, que será dedicada a uma megacampanha de conscientização na cidade sobre a doação de órgãos na comunidade de Marília. “Campanha importante em todos os sentidos”, disse o presidente da associação comercial, Libânio Victor Nunes de Oliveira. “Trata-se de uma conscientização humanitária e não de modismo”, falou ao considerar importante este trabalho de informação, instrução e conscientização. “O setor produtivo vai se envolver na campanha no que for possível, afinal, estamos falando de uma atividade humanitária e não deste ou daquele segmento”, apontou.

Ao receber as visitas de Izabel Travitsky e de Deborah Milani, ambas da Santa Casa de Marília, e tomar conhecimento sobre a importância de um trabalho sincronizado, a Acim estará envolvida durante todo o mês de setembro que é considerado como o período de atividades específicas neste sentido. “A doação de órgãos é um trabalho de comunicação”, disse Deborah Milani que tem visitado associações, sindicados, clubes humanitários, igrejas e demais instituições sociais no sentido de conscientizar sobre a importância dos familiares terem conhecimento de quem na família deseja ser doador ao falecer. “Não se trata apenas de permitir, querer ou desejar”, explicou a representante da Santa Casa de Marília. “Os familiares precisam saber e desejarem cumprir o pedido do ente falecido, quando isto vier acontecer”, comentou Deborah Milani. “Os familiares é que devem ser conscientizados, além, naturalmente da pessoa em si em saber da importância do reaproveitamento de alguns órgãos”, disse. “E existem regras, prazos e formas de doação, uma vez que nem todos são compatíveis, dependente do motivo da causa da morte”, falou ao mostrar a complexidade da doação e dai a importância da campanha.

De acordo com o superintendente da Acim, José Augusto Gomes, durante o mês de setembro a entidade se “vestirá” de verde para chamar a atenção e vai estimular que os comerciantes associados façam o mesmo. “Vamos procurar fazer com que as pessoas percebam que existe algo de diferente e ao perguntarem, teremos a oportunidade de falar sobre a campanha”, comentou o dirigente mariliense ao disponibilizar: informativo, correspondência, quadro de funcionários, espaço e distribuição de adesivos, fitas e cartilhas. “A Acim será instrumento para intensificar a campanha dentro da classe produtiva com os associados e demais parceiros”, exemplificou José Augusto Gomes que tem feito trabalhado em atividade semelhante nas campanhas em favor do câncer de mama, câncer de próstata, trânsito e agora para a doação de órgãos. “Pelo visto nosso calendário está ficando bem colorido”, brincou.

Para Libânio Victor Nunes de Oliveira participar de campanhas assim estão dentro do trabalho de responsabilidade social da entidade, que prefere não focar ações sociais específicas e sim se envolver em campanhas realizadas na cidade de cunho social e de forma amplificada. “Anualmente participamos de todas as campanhas desenvolvidas pelo Fundo Social de Solidariedade do município, por serem campanhas que agregam e que focam a sociedade em geral, e não um determinado grupo ou região”, disse o presidente ao lembrar das campanhas do agasalho e do Natal que há anos a entidade participa. “Estamos abertos a qualquer campanha que se enquadre dentro deste princípio”, disponibilizou o dirigente mariliense.