Acontece no Estado

Associação Comercial celebra aniversário em clima instável


Alguns dos presidentes vivos presentes no aniversário de 80 anos. Agora a festa é para os 82 anos


  Por Redação Facesp 17 de Agosto de 2016 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Diretoria, funcionários e comerciantes que fazem parte da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília celebram no próximo dia 20, sábado, 82 anos de fundação da entidade que é considera como uma das mais antigas em atividade no município, reforçando o envolvimento da instituição no desenvolvimento da cidade. “Uma data importante a ser celebrada, apesar do ambiente desfavorável da economia no País”, disse o presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira, ao apontar o clima instável existente no comércio em geral com os desmandos políticos, econômicos e sociais. “Não é porque a economia está incerta que não devemos comemorar”, reforçou o dirigente.

Sobre os 82 anos de atividades o presidente da associação comercial ressaltou as recentes conquistas da entidade, que por três anos consecutivos foi considerada como modelo de gestão entre as associações comerciais de médio porte de todo o Estado de São Paulo, em prêmio oferecido pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). “Se nós paulistas somos o coração do Brasil, isso quer dizer que estamos entre as melhores do País”, enfatizou o dirigente ao lembrar o fato da entidade ser normatizada com a ISO9001:2008, e das 21 prestações de serviços oferecidos pela entidade aos associados. “Não existe associação comercial maior ou melhor que a nossa”, garantiu o atual presidente. “Pode existir igual, mas maior e melhor, não”, afirmou ao agradecer a equipe de funcionários, diretores, parceiros e prestadores de serviço pelos destaques conseguidos na categoria comparada.

A Associação Comercial e Industrial de Marília completa 82 anos de atividade, instalada numa área de aproximadamente 2 mil metros quadrados no centro da cidade. Com aproximadamente 40 funcionários e outros mais 20 prestadores de serviço, a entidade oferece 21 serviços diretos aos comerciantes associados. Com aproximadamente 1,8 mil associados a entidade espera oferecer novos serviços até o final do ano. “Somos uma entidade que assessora o empresário na administração da empresa”, disse o presidente que está no cargo desde 2012. “Temos um compromisso com a classe empreendedora de nossa cidade em oferecer proteção às vendas, promoção no comércio, e representação política”, defendeu o dirigente que é 24º presidente ao assumir o cargo, satisfeito com o desempenho da entidade. “Vamos crescer e oferecer mais oportunidade para que os nossos associados cuidem melhor da própria empresa”, disse Libânio Victor Nunes de Oliveira. 

No ano aniversário dos 80 anos a diretoria promoveu um encontro entre os presidentes da entidade que ainda estão vivos. Carlos Spressão, que foi presidente por dois mandatos diferentes, de 1964 a 1965 e no período de 1970 a 1971; Pedro Gelsi, que presidiu a Acim nos anos de 1966 a 1967; Miguel Guzzardi, presidente da diretoria no período de 1968 a 1969; Kalil Haddad, que foi presidente de 1972 a 1979; Pedro Pavão, presidiu a Acim de 1980 a 1987 (sendo representado pelo filho Rogério Pavão); Nelson Mora, que esteve na presidência da Acim de 1988 a 1990; Marcos Santana Resende, presidente de 1991 a 1996; Sérgio Lopes Sobrinho, presidente no período de 1997 a 2011 e Daniel Alonso, em 2012 (representado pelo filho Diego Alonso), todos foram homenageados. “Esses presidentes estão marcados na história da Acim, pela dedicação que tiveram com a entidade”, recordou Libânio Victor Nunes de Oliveira.