Acontece no Estado

Arnaldo Jabor e as “Perspectivas para o País” nesta terça, em Mogi das Cruzes


Comentarista é o convidado especial do Ciesp Alto Tietê e abre as comemorações dos 55 anos do Centro das Indústrias na Região


  Por Redação Facesp 15 de Agosto de 2016 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


 

Reconhecido como um dos mais críticos comentaristas da atualidade, Arnaldo Jabor diz que o Brasil passa por um momento desagradável e, como todo parto, doloroso. Mas acredita que o que vem por aí vai ser melhor. O cineasta e jornalista estará em Mogi das Cruzes na próxima terça-feira (16) para falar sobre “Brasil, Presente e Futuro – Perspectivas para o País”. Ele é convidado especial do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – CIESP Alto Tietê e a sua palestra no Cemforpe, a partir das 18h30, abre as comemorações dos 55 anos da entidade na Região.

Reconhecido pela visão crítica e estilo irônico, com participação diária na rádio CBN, Arnaldo Jabor vai apresentar ao público do Alto Tietê uma análise do cenário político e econômico do Brasil e o reflexo dele no dia a dia das empresas e dos profissionais das mais diversas áreas. Nas suas palavras, vai explicar o Brasil que hoje está existindo através da história – “porque e como viramos o que somos”.

“O Brasil passa por um momento interessante porque depois de 400 anos de vícios que nos formaram, está ocorrendo uma mutação na nossa vida. Essa tradição de erros brasileiros está explodindo e começando uma nova forma de País”, analisa Arnaldo Jabor.
O comentarista faz críticas ao governo afastado, que está hoje num processo de impeachment com desfecho previsto ainda para esse mês, e diz que antes de pensar no futuro, o Brasil precisa ter resgatado o seu presente. “O problema do Brasil não é o futuro. O problema do Brasil atual é que esse governo que vai sair agora, se Deus quiser, acabou com nosso presente. Acabou com as contas, com a organização institucional, com a Petrobrás, acabou com o emprego de 12 milhões de pessoas”, ressalta. “É uma catástrofe que aconteceu. Agora, temos que recuperar o presente”, acrescenta Arnaldo Jabor.

Para o diretor do CIESP Alto Tietê, José Francisco Caseiro, a palestra da próxima terça-feira será a oportunidade do público local refletir sobre o País onde vive, trabalha e investe. E a partir dessa reflexão, adotar uma postura crítica nas suas decisões. “Todo mundo só fala de crise e todos sentem os efeitos dela no dia a dia. A indústria, por exemplo, vive um dos seus piores momentos com queda na atividade produtiva e aumento das demissões. Isso precisa mudar. Ações do governo são necessárias, mas também precisamos ser críticos, cobrar e entender como chegamos na situação atual”, diz o dirigente.  

Os convites para a palestra com Arnaldo Jabor  estão disponíveis por meio eletrônico (www.appticket.com.br/ciespmogi). Maiores informações pelo 4735-3447.