Acontece no Estado

ACS discute os impactos do Cadastro Positivo


Objetivo é atualizar a classe empresarial sobre o que está acontecendo no Brasil que se relaciona às micro e pequenas empresas


  Por Redação Facesp 22 de Outubro de 2019 às 08:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Impactos do Cadastro Positivo e a Lei da Liberdade Econômica foram temas apresentados no último Encontro Regional do ano promovido pela Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O evento ocorreu nesta segunda-feira (21), no auditório da Associação Comercial de Santos (ACS). Estiveram presentes deputados, presidentes e vice-presidentes das Associações Comerciais da Região Administrativa 05 (RA 05) - Litoral Paulista da Facesp, representantes do comércio e do Sebrae.

Em seu discurso, o presidente da Associação Comercial de Santos, Roberto Clemente Santini, falou sobre a importância da realização da reunião em Santos.

“De pronto, permite troca de experiências e futuramente eventuais parcerias que colaborem com o desenvolvimento da nossa região”.

O presidente lembrou que foi durante uma visita à Associação Comercial de São Paulo e à Facesp que surgiu a ideia de criar em Santos a Câmara de Conciliação e Arbitragem, numa iniciativa envolvendo também a CBMAE – Câmara Brasileira de Arbitragem Empresarial.

Para Santini, os resultados têm sido extremamente positivos, representando uma nova e importante atividade para a Associação Comercial, tanto em termos de receita como de ação institucional e prestação de serviços.

“Nos tornamos recentemente, também por meio da Facesp, uma Agência de Registro da área de Certificação Digital. Nós também estamos à disposição, sob a supervisão da Facesp, para dividir essa experiência e, se for o caso, atuarmos em conjunto, com a implantação de postos avançados”.

Já o vice-presidente da R-05, Elieser Braga Chagas, lembrou que o encontro foi realizado em Santos por ser logisticamente interessante.

“A Facesp reuni 420 associações que estão divididas em 20 regiões. A R-05 comporta o Vale do Ribeira, o Litoral Sul e a região metropolitana da Baixada Santista. Temos as cidades mais antigas do Brasil, como São Vicente e Itanhaém. E além disso Santos, com o maior porto da América Latina. Nossa região é muito valorizada”.

Outro destaque abordado pelo vice-presidente é que as decisões tomadas a níveis de esfera federal e estadual devem ser diluídas e aplicadas pelas associações. “Essas informações são repassadas para que os presidentes, os executivos e os diretores transmitam aos seus associados. Precisamos fazer com que a economia destrave e o crescimento econômico volte a atuar”.

CADASTRO POSITIVO

O presidente da Associação Nacional dos Bureau de Credito (ANBC), Elias Antonio Sfeir, explicou que o Cadastro Positivo vai incentivar o crédito trazendo a inclusão de 22 milhões de pessoas.

De acordo com Elias, é importante ressaltar como o Cadastro Positivo vai impactar na economia e de como vai mudar o comportamento dos lojistas em relação ao consumidor.

“Hoje, a consulta fornece um parâmetro de quem é devedor e de quem pode ou não consumir. O Cadastro Positivo vai dar uma explanação maior, mostrando quanto a pessoa tem de poder de compra, não só se ela pode consumir ou não”.

Ainda, segundo Elias, embora a inclusão seja automática no novo modelo, consumidores e empresas podem, a qualquer momento, solicitar a retirada dos seus dados.

“A opção pela retirada das informações é legítima e está prevista na legislação. Entretanto, a saída do cadastro fará com que as instituições que concedem crédito tenham acesso a menos informações sobre o consumidor ou a empresa que retirou seus dados pessoais. Sendo assim, ao avaliar a possibilidade de concessão de empréstimos e financiamentos, essas instituições só poderão visualizar as contas que não foram pagas”.

Para finalizar, o vice-presidente da Facesp e deputado federal Marco Bertaiolli explicou que a Federação das Associações Comerciais tem reunido todas as suas entidades nas sedes regionais no Estado de São Paulo para atualizá-las sobre novas oportunidades de serviço.

“Hoje apresentamos o Cadastro Positivo. Essa nova modalidade de informação entra em vigor no Brasil e é de extrema importância que as Associações Comerciais tenham contato e saibam como funciona até para poder orientar os associados”.

Bertaiolli explicou que a Federação montou uma caravana que percorreu todo o Estado de São Paulo, com técnicos da Boa Vista.

“A ideia desse encontro foi atualizar a classe empresarial sobre o que está acontecendo no Brasil que se relaciona às micro e pequenas empresas. O Cadastro Positivo é algo que tem que ser explicado e valorizado”.