Acontece no Estado

Acim elogia lei que fortalece o comércio supermercadista


Lei que direciona quase R$ 1 milhão circulando mensalmente na cidade é assinada na Acim


  Por Redação Facesp 02 de Maio de 2016 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


O presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Libânio Victor Nunes de Oliveira, elogiou o decreto de lei 7945 assinado pelo Prefeito Vinicius Camarinha na sede da associação comercial mariliense, que cria o “Cartão Alimentação”, quando os 7 mil funcionários públicos municipais passarão a partir do mês de junho a receberem o cartão com o crédito de R$ 125,00 mensais para serem utilizados em um dos estabelecimentos supermercadistas da cidade conveniados. “Isto representa quase R$ 1 milhão que circularão mensalmente somente na cidade de Marília”, festejou o dirigente associativo que numa parceria com a unidade da Associação Paulistas de Supermercados (Apas) em Marília articulou a iniciativa junto a Prefeitura de Marília.

Segundo Libânio Victor Nunes de Oliveira o prefeito Vinicius Camarinha foi muito feliz em apresentar a lei para a Câmara Municipal, pois, há muitos anos a Acim vinha reivindicando esta atitude. “O prefeito Vinicius teve a coragem que outros prefeitos não tiveram”, disse em encontro realizado na sede da Acim entre os dirigentes envolvidos. “Com o cartão alimentação, o funcionalismo público investirá na cidade, ou seja, esse dinheiro ficará em nossa comunidade”, apontou. “Diferente do que acontece atualmente, em que a empresa responsável pela entrega não é de Marília”, comparou o presidente da associação comercial que considera importante este tipo de iniciativa.

De acordo com a lei assinada a partir do dia 1º de julho todos os funcionários da prefeitura terão um crédito de R$ 125,00 a partir do dia 16 de cada mês, quando poderão adquirir os produtos que acharem melhor, em qualquer um dos supermercados conveniados. “Liberdade de escolha de supermercado e de produtos”, reforçou o presidente da associação comercial que acredita ser possível desenvolver trabalho semelhante, inclusive, entre as livrarias da cidade, com o material escolar distribuídos nas escolas públicas municipais. “Será outra conquista para o comércio mariliense”, ressaltou Libânio Victor Nunes de Oliveira que vem conversando com o Prefeito Vinicius Camarinha neste sentido. “E se o funcionário público quiser acumular o valor da cesta básica por mês ele poderá”, lembrou o presidente da Acim ao verificar a lei assinada.

Anualmente esse valor será elevado de acordo com os índices prescritos na Lei Municipal, continuando sendo uma garantia para o estabelecimento supermercadista no recebimento. “Com o cartão todos ganham”, enfatizou Libânio Victor Nunes de Oliveira ao mostrar que o funcionalismo ganha na liberdade de escolhas, a prefeitura no cumprimento da lei de forma satisfatória e o estabelecimento supermercadista com a garantia do recebimento. “Isto quer dizer que esses quase R$ 1 milhão circularão somente na cidade de Marília, o que nos dias de hoje não é um valor nada desprezível”, comentou o dirigente ao promover a assinatura da lei em cerimônia realizada na sede da Acim, em virtude de ser uma conquista desejada há muito tempo entre os empresários marilienses.