Acontece no Estado

Acim consegue fortalecer mercado supermercadista


Encontro na sede da Acim entre o Poder Público, Apas e empresários finalizou acordo com o Cartão Alimentação


  Por Redação Facesp 25 de Abril de 2016 às 00:00

  | Das equipes de comunicação de entidades membros da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


Num trabalho em conjunto entre a Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Prefeitura de Marília e Associação Paulista de Supermercados (Apas), as cestas básicas oferecidas aos funcionários públicos municipais, serão adquiridas em estabelecimentos comerciais de Marília e não de outras cidades, como vem acontecendo. O prefeito Vinicius Camarinha, e os presidentes Libânio Victor Nunes de Oliveira e Eduardo Kawakami, da Acim e Apas, respectivamente, chegaram a um entendimento e a partir das próximas semanas um cartão será entregue aos funcionários públicos do município que terão o crédito correspondente a cesta básica para adquirirem os produtos que quiserem nos supermercados conveniados na cidade.

Para o presidente da associação comercial mariliense este comportamento por parte da Prefeitura Municipal será muito importante para a economia local, afinal, existem muitos supermercados na cidade em condições de oferecerem bons produtos, com preços dos mais diversos. “Não tenho a menor dúvida de que o Prefeito Vinicius, com esta medida, está fortalecendo o comércio local e confiando nas empresas da cidade”, elogiou o dirigente que representa os empreendedores da cidade. “Com este cartão o funcionário da Prefeitura poderá escolher o supermercado e os produtos, dentro do crédito de cada um”, disse. “E ele só poderá utilizar o “cartão alimentação”, somente na cidade entre as empresas que estiverem conveniadas”, explicou ao se reunir com todos os envolvidos para uma conversa neste sentido.

Os entendimentos para que a Prefeitura de Marília adote um “cartão alimentação”, relacionado a cesta básica vinha sendo conversado há tempos. O fato do presidente da Acim, Libânio Victor Nunes de Oliveira, ter insistido, e do vice presidente da associação comercial, Eduardo Kawakami, também presidente do Apas-Marília, contribuíram para o entendimento junto ao Poder Público, inclusive, no último encontro com as presenças de representantes dos principais supermercados da cidade. “Todos ganharão com essa medida”, garante o dirigente da Acim. “Os supermercados marilienses passam a receber um público diferenciado e seguro no recebimento; o funcionalismo público que terá a liberdade de escolha do produto e da loja; e a cidade que passa a ter estímulo na economia local”, apontou o dirigente mariliense satisfeito com os entendimentos neste sentido.

Diante da decisão tomada, a Prefeitura de Marília está providenciando as medidas legais quanto a operadora do cartão. Assim que houver a definição de qual cartão será utilizado, e o credenciamento dos estabelecimentos comerciais, os funcionários ao receberem o “cartão alimentação”, terão a relação das empresas em que o crédito poderá ser utilizado. “É tudo específico, ou seja, o cartão só valerá para este fim e somente nos supermercados credenciados”, ressaltou Libânio Victor Nunes de Oliveira que tem ideia semelhante para os materiais escolares, como já existe o cartão de benefícios para os funcionários públicos com crédito consignado. “Esse sistema de cartão é seguro, rápido, prático e de grande agilidade”, comentou ao agendar um encontro novamente com os envolvidos para os próximos dias para finalizar as tratativas.