São Paulo, 22 de Julho de 2017

Somos contra o AR porque prejudica consumidores, famílias, empresas, além de ser sete vezes mais caro do que a carta simples.

comentários

Este é o centro de gravidade da crise, a luta contra a corrupção. Não eleições, reformas ou salvacionismos de oportunidade que só irão servir para nos manter na mesma situação inaceitável em que vivemos

comentários

Em um país de enrolados graúdos, o rolo haveria de ganhar foros de legitimidade, quem sabe até com alguma pompa e circunstância

comentários

Não se ouvem protestos contra o que se arma perante todo o País. Só a voz solitária do relator Herman Benjamin no plenário do TSE, que soa como um réquiem da Justiça nesta República.

comentários

Um véu de censura impõe que o certo é a abertura das fronteiras, a tolerância unilateral e a imediata igualdade de plenos direitos a quem esteja vindo morar no país

comentários

Nossos representantes estão no governo e nos parlamentos para representar na verdade seus próprios interesses e das empresas e corporações que lhes financiam

comentários

Nossa sociedade, como as demais, vive também de mitos, muito bem explorados pelos políticos da hora. E qual mito se adequa a esta hora brasileira?

comentários

Portugal tem uma ampla lista de produtos exportados, muitos de alta tecnologia, que poderiam se beneficiar de nosso mercado. E nós, de sua capilaridade no comércio exterior com credibilidade

comentários

Não se trata de proteger a sonegação fiscal e sim de ajudar as empresas inadimplentes vítimas da recessão a se reequilibrarem, diante da falta de caixa e de crédito

comentários

A sociedade não tem um projeto para o dia seguinte. Parece que tudo se limita a Lava-Jato, às prisões e delações

comentários

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11