São Paulo, 26 de Setembro de 2016

Reúne ingredientes que isolados já seriam explosivos. Mas estão todos no palco e a plateia perplexa sem saber o que fazer, como fazer e quando fazer, e com quem contar.

comentários

Não se pode esperar mais. Não é justo que as disputas políticas ou aventuras na economia sacrifiquem mais o povo, já sofrido, desprotegido e também endividado

comentários

O Brasil precisa mesmo é de uma guinada liberal. Uma orientação que pense no emprego, no aumento da arrecadação sem pressionar o contribuinte e na simplificação dos procedimentos

comentários

Crise política, econômica, moral não é privilégio do Brasil. Mas também a ação contra a corrupção pela primeira vez atinge altos mandatários e seus familiares

comentários

Eliminando do debate, por naturais controvérsias, a questão da repressão e da subversão, podemos concluir, com segurança, que o Brasil viveu anos dourados e com um time de craques

comentários

Ninguém pensa em promover reformas na economia, na legislação trabalhista, na maneira de tributar para atrair investidores. Nem em aumentar a produção e gerar empregos

comentários

A Justiça não pode se ater a formalismos na apuração dos malfeitos. Os sinais exteriores de riqueza valem como prova do enriquecimento ilícito

comentários

Exemplo de dificuldade que o cidadão tem é para pagar os impostos, que são inúmeros, onerosos e envolvidos numa burocracia incompatível com os tempos modernos

comentários

Não podemos seguir o exemplo grego, que tentou enganar a União Europeia e acabou por diminuir suas possibilidades de volta natural aos mercados

comentários

O resultado do Estado controlador e do empresário assistencialista, que não respeita compromissos de controle das contas públicas, é essa crise econômica monumental

comentários

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10