Vida e Estilo

O showman que quer povoar o mundo de empreendedores


O guru Tony Robbins dá conselhos há 35 anos para quem tem sucesso e para quem quer ter. Na vida e nos negócios. Primeira lição: reformate sua mente


  Por Inês Godinho 11 de Outubro de 2016 às 13:00

  | Jornalista especialista em sustentabilidade e gestão, a editora atuou no Estadão, na Editora Abril e na Folha de S. Paulo


Será um show de rock? Um culto religioso? Uma aula de fitness? Não, é uma palestra de Tony Robbins.

Estrela do circuito internacional de gurus de desenvolvimento pessoal, gestão e empreendedorismo, o americano completa 35 anos de estrada à frente de uma carreira surpreendente. Como dizem nos Estados Unidos, o homem tem uma biografia maior que a vida.

PRESTIGIADO PELOS PODEROSOS

Coach, conselheiro, palestrante, escritor, filantropo e empreendedor, Robbins impressiona por qualquer ângulo que se olhe – físico, infância, influência, oratória, produtividade, energia.

Ele mede 2m de altura e tem uma corpulência mantida, aos 56 anos, por muito exercício físico. Esteja onde estiver, é sempre o mais alto.

Exibe uma voz imponente e fala rápido como uma metralhadora giratória. Os dentes estão sempre à mostra no sorriso grande e permanente.

O fôlego sustenta palestras de mais de duas horas, em que se comporta como um showman. Domina o palco como um Bruce Springsteen, cercado de alta tecnologia em luz, som e vídeo.

Uma vez por ano, ele comanda o workshop de seis dias e noites, Encontro com o Destino. Trata-se de um evento catártico com milhares de pessoas.

Desde cedo, pôs em prática uma das ideias que difunde em sua palestra para empreendedores – cerque-se das melhores pessoas.

Bem jovem, se aproximou de John Grinder, um dos criadores da Programação Neurolinguística (PNL), e tornou-se um dos maiores difundidores desse método.

Simplificando, consiste em se concentrar em frases positivas, adotá-las no dia a dia, até que sejam absorvidas e se transforme em uma verdade.

Autodidata, pegou princípios de PNL, filosofia da Nova Era, conceitos de finanças pessoais e mesclou tudo em uma disciplina de “estratégia de vida” sob a marca Tony Robbins.

Para tornar “poderosa” sua metodologia de autodesenvolvimento, nos workshops, adota a prática de caminhar sobre as brasas. 

Não por acaso, ele nasceu na Califórnia, a nascente mais fértil de gurus do planeta. 

ONIPRESENÇA

Daí vieram inúmeros livros bestsellers (35 milhões vendidos em todo o mundo), palestras e workshops motivacionais (a última conta chegava a 3 milhões de pessoas atingidas).

A Fundação Anthony Robbins capta doações para inúmeras ações sociais. 

Como conselheiro particular, conquistou clientes VIPs entre políticos (Bill Clinton, Nelson Mandela), CEOs, empresários (Mark Benioff, da Salesforce, Richard Branson, da Virgin, e Donald Trump), atores de cinema (Arnold Schwarzenegger e Anthony Hopkins), astros do esporte (Andre Agassi) e celebridades (Oprah Winfrey, Lady Diana)
 
Em paralelo, Robbins acumulou um patrimônio de US$ 500 milhões como empreendedor e investidor. Seu website funciona como e-commerce de uma infinidade de produtos, de CDs e vídeos de treinamento a pílulas energéticas e lembranças. 

Encontra-se de tudo no currículo de Robbins, menos formação em alguma ilustre universidade. Aliás, nem o curso secundário ele terminou. Ele acredita que há uma grande distância entre escolarização e educação. 

Os primórdios da vida trazem uma história de pobreza, abandono paterno e maus tratos da mãe. Diz a lenda que fugiu de casa aos 17 anos. Eis o homem.

sHOW MAN EM AÇÃO

Onde ele se mostra mais afiado é nas grandes apresentações, quando chega a reunir 4 mil pessoas. 

A base da sua atuação e da imagem que construiu consiste em ajudar as pessoas a vencer as barreiras emocionais para ter uma vida melhor e criar empreendimentos de sucesso.

Ele tem perfil de guru, mas não gosta do termo, como defende no documentário veiculado no Netflix,Tony Robbins: Eu não sou o seu Guru. 

O filme mostra pela primeira vez os bastidores do controvertido seminário anual, Encontro com o Destino, e a reação do público, instigado por Robbins a ir além dos seus limites.

REFORMATAR A MENTE

Entre as palestras de maior sucesso estão as dedicadas ao fortalecimento do espírito empreendedor. Segundo Robbins, para ter sucesso, antes de pensar em plano de negócios, a pessoa precisa reformatar sua mente. Veja o que ele propõe.

ENCONTRE SUA META NA VIDA

Por que alguém começaria um negócio? Pessoas bem-sucedidas são apaixonadas e o principal combustível da paixão é um profundo entendimento da sua razão de viver. Sem esse sentido, os altos e baixos de empreender ficam insuportáveis. Encontrar esse objetivo também ajuda a integrar trabalho e vida.

Teste suas habilidades para empreender:

Em um artigo no Linkdedin, Robbins propõe um modo simples e lúdico de começar a pensar no seu estilo de negócios e a encontrar foco.

Responda ao quiz em inglês What your true gift? (Qual seu verdadeiro talento?), publicado no Linkedin. São apenas oito questões sobre forças e fraquezas.  

IDENTIFIQUE SEUS PADRÕES

A pior droga enfrentada pelas pessoas é o vício por problemas. Será preciso decifrar seus hábitos ruins, localizar suas barreiras emocionais, e então começar a trabalhar nelas. Sem isso, pode-se mudar de negócio, mas o pradrão permanece e vai levar ao mesmo resultado. Há uma coisa que nos faz feliz acima de tudo – progredir.

ASSUMA O RISCO

Não basta praticar para aprender. Apenas a prática profunda  - isto é, colocar-se na linha de tiro – nos coloca na posição de ter que ir em frente e entregar.

REABASTEÇA SUA MENTE

Leia muito, aprenda de tudo, use técnicas de meditação, concentre-se em fazer melhor. Aproveite cada minuto ocioso –preso no trânsito, esperando uma consulta ou uma reunião - para alimentar sua mente. 

ENTENDA SEUS NÚMEROS

A maior razão para tantos pequenos empreendedores falirem está no desconhecimento dos conceitos financeiros. Recusar-se a entender os dados do negócio equivale  a pilotar um avião sem saber ler os instrumentos.

RECARREGUE SEU CORPO

As pessoas bem-sucedidas (não apenas materialmente) levam muito a sério a saúde. Alta performance demanda energia e foco e, sem um corpo saudável, nada feito. Movimentar o corpo pode ser um antídoto contra o medo. Lembre-se que o medo é físico.   

RENOVE SEU ESPÍRITO

Agradeça. A cada manhã, dedique alguns minutos para pensar em três coisas que te deixaram feliz e demonstre gratidão. Essa atitude afasta o medo e a angústia, sentimentos que não combinam com gratidão. Também procure fazer algo por uma pessoa todo dia. O senso de servir nos dá muita energia, seja na vida, no trabalho, nos negócios.

Veja o vídeo:
Uma das palestras mais populares do Ted Talk traz o guru explicando Por que fazemos o que fazemos