Vida e Estilo

Joia arquitetônica de São Paulo volta a brilhar


Símbolo do antigo fausto do centro paulistano, o Palacete de Tereza pretende recuperar a vocação musical do prédio e ser um novo polo artístico na cidade


  Por Redação DC 20 de Maio de 2016 às 19:07

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Aproveitando a Virada Cultural 2016, o centro antigo de São Paulo ganha de volta um dos mais belos prédios da região, o Palacete Tereza Toledo Lara, de 1910.

 

Restaurado para ser um polo musical na região, se localiza no calçadão do cruzamento das ruas Direita, São Bento e 15 de Novembro, vizinho à sede da Associação Comercial de São Paulo. O edifício vai abrigar o Palacete de Tereza, projeto vinculado à Casa de Francisca, tradicional ponto de shows intimistas no bairro dos Jardins.

Conhecida como a esquina musical de São Paulo, o local também foi comércio: abrigou a primeira loja de instrumentos musicais da cidade, a Bevilacqua (atualmente Casa Amadeus) e a antiga Rádio Record. Apropriadamente, o edifício era todo ornamentado com esculturas ligadas à música. 

A recuperação do prédio tombado respeitou o projeto original, do arquiteto alemão Augusto Fried, mantendo integralmente a fachada em estilo eclético. 

No interior, a modernização da infra estrutura se concilia com a preservação dos azulejos antigos, o ladrilho hidráulico do piso e o elevador pantográfico.  A restauração foi conduzida pelos proprietários. 
 
O novo ponto musical vai ocupar o primeiro andar do prédio, preparado para funcionar como espaço de shows e restaurante. 

Para custear o projeto, os proprietários da Casa de Francisca utilizaram um sistema de financiamento coletivo, pelo qual os apoiadores ganham o título de sócio-fundador. A abertura na Virada Cultural será em ritmo de pré-inauguração, com uma programação extensa de shows.

Imagens: Divulgação