Vida e Estilo

Fotógrafa transforma álbum de família em contos de fadas


Em tempos de selfie, a fotógrafa Lidi Lopez prova que ainda há espaço para a arte fazendo seis ensaios por dia a partir de R$ 1,8 mil cada


  Por Mariana Missiaggia 27 de Fevereiro de 2016 às 08:00

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Ter a gestação e os primeiros meses do bebê registrados por um fotógrafo se tornou uma moda e a recordação preferida das mães.

A popularização dos gêneros newborn (recém-nascido) – em que a criança é fotografada no máximo 15 dias após o nascimento, e o smash the cake (esmague o bolo) – em que a criança é fotografada com um ano de idade tendo o seu primeiro contato com o doce, abriu espaço para um mercado em ascensão no Brasil – o de ensaios megaproduzidos. 

A moda começou nos Estados Unidos, e desde 2011, os profissionais especializados na modalidade começaram a se multiplicar pelo Brasil. Trabalhando com ensaios de gestantes há sete anos, Lidi Lopez, fotógrafa, queria tornar seu trabalho diferenciado.

Inspirada na informalidade e no colorido que os novos formatos de ensaios traziam, Lidi teve a ideia de fotografar seus clientes em cenários e figurinos lúdicos, transformando álbuns de família em réplicas de contos de fadas.

LIDI LOPEZ: INOVOU NA FOTOGRAFIA E TORNOUSEU NEGÓCIO MAIS LUCRATIVO

Depois de estudar cinema, se especializar em cenografia, produção e figurino, há quatro anos, ela começou a usar luzes diferentes, e a criar narrativas por meio dos tão sonhados cenários encantados e sombrios, transformando as gestantes em princesas.

A proposta foi um sucesso. A cada ensaio realizado, outra dezena de contratos eram fechados.

LEIA MAIS: Como transformar sua criação em objeto de desejo 

FOTÓGRAFA X EMPREENDEDORA

Com a repercussão de seu trabalho, aconteceu o esperado. O negócio de Lidi cresceu, e se materializou em um estúdio formado por 15 funcionários divididos em cinco equipes, que realizam seis ensaios por dia, um total de 180 por mês. Um número bem diferente de outros estúdios, que em média agendam três ensaios por semana. 

“Esse modelo de negócio me tirou de minha função principal, que era fotografar. De repente, me vi empreendedora”, diz. “Hoje, além de gerenciar o estúdio, minha maior missão é orientar e passar todo o meu conhecimento para que eles (equipe) façam o melhor para o meu negócio.”

O VALOR DOS ENSAIOS PARTE DE R$ 1.800

Hoje, Lidi mantém três estúdios no Brooklin, na zona sul: a Casa Encanto (16 cenários), Casa Vintage (11 cenários) e Casa Sonhos (9 cenários). Além de treinar as cinco equipes fotográficas, é ela também quem cuida da parte cenográfica e de produção. 

E nesse quesito, Lidi é incansável. Com 36 cenários diferentes, no total, ela está sempre lançando novidades. De acordo com a fotógrafa, esse cuidado com cada detalhe da produção e cenografia é o que de fato garantem um trabalho diferenciado, assim como também a manipulação das luzes durante o ensaio. 

LEIA MAIS: Casa da Bóia faz resgate às origens para manter o negócio

Sem revelar quanto investiu na ambientação das três casas, Lidi diz que, no início, fez muita coisa sozinha por não encontrar gente especializada para aquele tipo de projeto.

“Essa estrutura requer um investimento alto. E aprendemos na prática, também não sabia o que estava fazendo, então era difícil direcionar a cenografia.” “Somente hoje consigo ter claramente o conceito do nosso trabalho”, diz. 

Esse investimento a possibilitou maior valorização do trabalho. Enquanto, os ensaios partem de uma média de R$ 900, o valor de uma sessão no estúdio Lidi Lopez começa em R$ 1.800 se realizado com uma das equipes, ou R$ 2.500 quando agendado com a proprietária. Um valor que pode dobrar de acordo com os álbuns e outros serviços solicitados pelo cliente. 

Veja mais sobre o Estúdio Lidi Lopez:

*Foto: Bianca Nery/ Estúdio Lidi Lopez