Vida e Estilo

Filmes que todo empreendedor deveria assistir


Prepare a pipoca! Empresários de sucesso contam quais são as obras cinematográficas que mais os inspiram


  Por Thais Ferreira 19 de Março de 2016 às 08:00

  | Repórter tferreira@dcomercio.com.br


Indicações de Carlos Wizard Martinsfundador da rede de escolas de inglês Wizard e presidente da rede Mundo Verde

O Mágico de Oz (1939) - Disponível no Netflix

O título original, The Wizard of Oz, foi a inspiração de Martins para criar sua rede de escolas de inglês.  “É uma linda história de superação e descoberta, em que os personagens possuem grandiosos sonhos e conquistam seus objetivos, mesmo com tantos obstáculos”, afirma Martins.

O filme – baseado na obra homônima de Lyman Frank Baum – relata a história da jovem Dorothy que, durante a passagem de um tornado, é levada para terra de Oz. Para voltar para sua casa, ela terá que encontrar um poderoso mágico. Durante essa trajetória, a menina terá a ajuda do Espantalho, que anseia por um cérebro, do Homem de Lata, que deseja um coração, e do Leão que precisa de coragem.

Quem quer ser um milionário? (2008)

A história do indiano Jamal conquistou oito Oscars e a recomendação do presidente da Mundo Verde. O protagonista participa de um jogo de perguntas e respostas na televisão, enquanto relembra fatos de sua vida marcada pela miséria e violência.

“A mensagem transmitida filme é de que é preciso conhecer as dores e os problemas para conquistar o sucesso”, diz Martins. “Os empecilhos impostos pela vida não podem ser motivos para desistir.”

Decisões Extremas (2010)

Estrelado por Harrison Ford, o filme conta a história de um casal que encontra um pesquisador capaz de curar a doença genética de seus dois filhos.

Martins acredita que Decisões Extremas mostra que, antes de iniciar qualquer negócio, é necessário ter um propósito e acreditar no que se produz e oferece. “Há momentos decisivos em que as pessoas precisam escolher qual rumo seguir. A tomada de decisão é fundamental na trajetória de qualquer empreendedor de sucesso.”, afirma. 

Indicações de Robinson Shiba – fundador da rede China in Box e presidente do grupo TrendFoods

O Último Samurai (2003)

“A cultura japonesa ensina a respeitar, a se esforçar para ser alguém melhor, a encarar e persistir, a confiar em si mesmo, a ser responsável, a ser humildade e aprender com os erros”, afirma Shiba, que é filho de japoneses.

Uma das escolhas do empresário foi O Último Samurai, protagonizado por Tom Cruise. A obra relata a história do Nathan Algren, capitão norte-americano  enviado ao Japão para combater os samurais remanescentes, mas, após ser capturado, muda seus conceitos sobre o inimigo.

“O filme transmite a importância de se ter atitudes guiadas como ética, honra e comprometimento  – que são fundamentais no mundo dos negócios”, diz.

O Regresso (2015)

Um dos filmes mais comentados dos últimos meses - e que rendeu o primeiro Oscar para o ator Leonardo DiCaprio - foi a indicação de Shiba para quem está começando no mundo dos negócios.

O Regresso se passa em meados do século XIX e conta a trajetória Hugh Glass, guia de uma expedição de caça. Após ser atacado por um urso, ele fica seriamente ferido e é abandonado à própria sorte.

“Acredito que, no momento em que estamos, com a retração e estagnação do mercado e instabilidade política, é fundamental que o empreendedor que está começando tenha perseverança e não desista dos seus objetivos”, afirma Shiba.

Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994) - Disponível no Netflix

O filme – protagonizado por Tom Hanks – já se tornou um clássico do cinema. A obra relata a trajetória de Forrest Gump, um homem com inteligência abaixo da média que acaba participando dos maiores eventos da história americana.

“Podemos tirar boas lições. O protagonista é ingênuo, mas muito sábio. Ele simplesmente se determina a fazer algo e faz porque acredita naquilo, sem esperar recompensa ou reconhecimento”, diz Shiba “No mundo empresarial, é necessário agir como Forrest Gump.”

 

Indicações de Chieko Aokipresidente da Blue Tree Hotels

Os Sete Samurais (1954)

Um das obras mais populares do aclamado diretor japonês Akira Kurosawa, o filme narra a chegada de Kambei, um samurai desprezado pelo seu senhor aristocrático, a uma vila saqueada por ladrões assassinos. Com a ajuda de outros seis guerreiros, ele ajuda os camponeses se defender.

Para Chieko, Os Sete Samurais é uma analogia para tempos atuais no Brasil: “Estratégia, união, propósito, planejamento, boa execução e determinação conseguem superar as maiores dificuldades e crises”, afirma Chieko.

A Grande Virada (2010)

Bobby Walker (interpretado por Ben Affleck) é um executivo com uma vida estável: uma família perfeita, uma boa casa e um carro esporte na garagem. Mas tudo muda quando ele é demitido quando há uma redução na folha de pagamento. Esse é o enredo de A Grande Virada.  

“O filme é um exemplo de superação, determinação e de como se reciclar na crise”, diz Chieko. 

Indicações de Barbara Ceratti – diretora e herdeira da Ceratti, fabricante de frios.

À Procura da Felicidade (2006) - Disponível no Netflix 

A obra narra as tentativas de Chris Gardner de conseguir um emprego numa das corretoras mais prestigiadas dos Estados Unidos. Enfrentando problemas financeiros, ele fará de tudo para conseguir uma vida melhor para ele e seu filho, de apenas cinco anos. Baseada na história real do empreendedor americano e fundador da corretora Gardner Rich & Co.

“Chris encontra e agarra todas as oportunidades para se tornar bem-sucedido, não se esquecendo de suas raízes”, afirma Barbara.

Trilogia: Poderoso Chefão (1972/74/90) - Disponível no Netflix 

“Apesar da violência e da máfia, um dos filmes que melhor aborda temas de liderança e gerenciamento é a trilogia do Poderoso Chefão”, diz Barbara. “Essa é minha dica para quem está se iniciando no ramo empresarial.”

Obra-prima do diretor Francis Ford Coppola, a trilogia conta a história do mafioso Don Vito Corleone. O filme possui uma série de frases que se tornaram comuns no mundo dos negócios, como “Mantenha seus amigos perto e seus inimigos mais perto ainda” e “Homens realmente grandes, não nascem grandes, tornam-se grandes”.  

Jobs (2013)

A biografia cinematografia de Steve Jobs foi uma das escolhas de Barbara Ceratti. O filme mostra a transformação de um hippie que não se dedicava aos estudos em um dos maiores empresários do mundo da tecnologia.

“Após assistir ao filme, fica claro a importância se reinventar sempre e acompanhar as necessidades do mercado”, diz Barbara.