Vida e Estilo

Cientistas estudam segredo da longevidade na Itália


Em Acciaroli, no sul da Itália, 300 dos 2 mil habitantes têm mais de cem anos. Dieta mediterrânea é uma pista


  Por Ansa 04 de Abril de 2016 às 17:45

  | Informações fornecidas pela Agência Italiana de Notícias


Cientistas norte-americanos e italianos estão estudando por que os habitantes da vila de Acciaroli, localizada no sul da Itália, têm uma expectativa de vida tão alta.

Cerca de 300 pessoas, de uma população de por volta de 2 mil, têm mais de 100 anos. O cardiologista Alan Maisel, da Faculdade de Medicina de San Diego, na Califórnia, deu início a um estudo com os centenários da cidade para tentar encontrar a chave da longevidade.

Uma das hipóteses seria a alimentação da população de Acciaroli, baseada na rica dieta mediterrânea, muito popular nesta região.

A chamada dieta mediterrânea é rica em frutas, verduras, legumes, cereais integrais, peixe e azeite de oliva e contém pouca carne vermelha ou processada.

Além disso, um ingrediente muito usado na culinária local é o alecrim, conhecido por melhorar a memória, prevenir o câncer e ajudar no retardo do envelhecimento.

Algo que também surpreendeu os pesquisadores foi que muitos dos habitantes locais aparecem não se esforçar para levar uma vida saudável, sendo que muitos deles inclusive são fumantes.

Apesar de não se exercitar, todos caminham diariamente, especialmente em áreas montanhosas, uma vez que realizam todas as suas atividades cotidianas a pé. 

IMAGEM: ThinkStock