São Paulo, 23 de Junho de 2017

/ Tecnologia

Aplicativo do BNDES já está disponível para celular e tablet
Imprimir

Com isso, micro e pequenas empresas que já são clientes do banco podem pesquisar o status de suas demandas de crédito

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) criou um aplicativo móvel para o segmento de micro, pequenos e médios empresários.

O app BNDES MPME será lançado oficialmente na Feira do Empreendedor 2017, que começa no próximo sábado (18/02) em São Paulo, mas já está disponível para download para smartphones e tablets nos sistemas Android e iOS.

Segundo o chefe do Departamento de Relacionamento Institucional do banco, Carlos Alberto Vianna Costa, “o aplicativo navega internamente nos sistemas operacionais da instituição e permite às MPMEs que já são clientes do BNDES pesquisarem o status de suas demandas de crédito junto ao banco.”

A ferramenta, segundo o coordenador do Departamento de Sistemas da Área de Tecnologia da Informação do BNDES, Rodrigo Gama, vai desburocratizar o acesso a essas informações.

LEIA MAIS: Confecções poderão vender a varejistas com cartão BNDES

“[O aplicativo] permite que você, com um simples toque na tela do seu celular, atualize ou veja o andamento de todas as operações que escolheu, colocou entre seus favoritos. Essa é a principal coisa que o aplicativo traz de novo.”

O app também atende aos bancos repassadores de recursos do BNDES e aos fornecedores de máquinas e equipamentos.

AMPLIAÇÃO 

A expectativa é que o novo aplicativo contribua para ampliar a participação do segmento de micro e pequenas nos desembolsos do BNDES.

Além dessa ferramenta, o banco tem investido em outras ações com esse objetivo, entre elas a criação de um portal de acesso exclusivo às linhas de crédito do banco, que deve ser lançado em junho.

“Por meio desse portal, podemos oferecer as linhas aos agentes financeiros, permitir o fomento ao ambiente de negócios e ampliar o acesso desse público às linhas do BNDES”, disse Vianna Costa.

A participação das micro, pequenas e médias empresas nos desembolsos do BNDES no ano passado atingiu R$ 27,2 bilhões, cerca de 30% do total liberado pelo banco.



O banco de fomento diz que a redução nos empréstimos reflete a situação da economia. As consultas por recursos também caíram 22% no período

comentários

Portal fornece explicações sobre os objetivos, as políticas adotadas e os pontos mais polêmicos que envolvem a instituição de fomento, presidida por Paulo Rabello de Castro

comentários

"Precisamos conversar com os distribuidores para nos ajudar a fazer esse diálogo com o dono da padaria, com o dono da loja de móveis", afirma Paulo Rabello de Castro, presidente do banco estatal

comentários