São Paulo, 28 de Abril de 2017

/ Sustentabilidade

Energias eólica e solar ganharam espaço em 2016
Imprimir

Relatório da Onu aponta que 20% da energia consumida no mundo vem de fontes renováveis, beneficiando cerca de 100 milhões de pessoas

O ano de 2016 bateu recordes de adição da capacidade nos setores de energia eólica e solar em todo mundo, totalizando 166 gigawatts. 

O anúncio é da agência ONU Meio Ambiente, que divulgou um relatório sobre energias renováveis. Apesar do recorde, graças à redução de custos no setor, os investimentos em energias renováveis foram menores, chegando a US$ 242 bilhões. As informações são da ONU News.

Atualmente, 20% da energia consumida no mundo vem de fontes renováveis, beneficiando cerca de 100 milhões de pessoas. 

Mas especialistas acreditam ser possível chegar a 100% até 2050 – esta é a opinião de 70% dos que foram entrevistados para o relatório da ONU Meio Ambiente.

Segundo o relatório da agência, os governos precisam criar políticas e buscar o financiamento necessário para atingir as metas, uma vez que os custos das energias solar e eólica já estão bastante competitivos.

Outra notícia positiva no ano passado foi a diminuição das emissões de gases de efeito estufa geradas pelo setor de energia, o que foi possível devido aos investimentos da China e dos Estados Unidos em fontes renováveis.

IMAGEM: Thinkstock



Dos 35 lotes ofertados à iniciativa privada, 31 foram concedidos, com taxa média de deságio de 36,5%

comentários

Será aplicada às contas a bandeira amarela, que adiciona R$ 2 a cada 100 quilowatt-hora consumidos

comentários

Segundo cálculos da Aneel, os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste sentirão uma queda de 2,70%. A redução em outras regiões será menor

comentários