Negócios

Varejo: vendas em alta de 2,9% na primeira quinzena de agosto


“Os números são animadores porque essa é a quinta elevação quinzenal seguida em 2017", diz Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)


  Por Redação DC 17 de Agosto de 2017 às 10:18

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O movimento de vendas no varejo registrou alta média de 2,9% na capital paulista na primeira quinzena de agosto em comparação com igual período de 2016.

É o que informa o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Considerando apenas as transações a prazo, o crescimento foi de 3,4%, enquanto nas comercializações à vista a alta foi de 2,4%.

De acordo com o presidente da ACSP, Alencar Burti, “os números são animadores” porque essa é a quinta elevação quinzenal seguida em 2017.

“Embora ainda lenta, a retomada é consistente, contínua e consolidada, tendo o processo de recessão ficado para trás. Não é um desempenho que recupera a perda média de 9,5% no mesmo período de 2016, mas são números extremamente favoráveis”, diz Burti, que também é presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). Ele ainda lembra que, caso agosto feche no azul, será o quarto crescimento mensal consecutivo, o que também reforça o quadro de retomada.

Variação mensal

Na primeira quinzena de agosto, o comércio paulistano apresentou queda média de 0,8% em relação aos quinze primeiros dias de julho.

 

 

Puxadas pelo Dia dos Pais, as vendas à vista avançaram 2,5%. Já o sistema a prazo registrou queda de 4%, possivelmente pelo fim do saque das contas inativas do FGTS.

 

“Daqui para a frente, sem a injeção de recursos provocada pelo benefício, o mercado vai ficar mais dependente dos cortes nos juros e, portanto, é preponderante que eles aconteçam”, afirma Burti.

O Balanço de Vendas da ACSP é elaborado com base em amostra fornecida pela Boa Vista Serviços.