Negócios

Supermercados perderam R$ 7 bi por furtos e erros em 2016


O total desperdiçado no setor equivale ao faturamento de uma rede supermercadista de grande porte e cresceu 0,14% em comparação a 2015, de acordo com a Abras


  Por Estadão Conteúdo 12 de Setembro de 2017 às 12:19

  | Agência de notícias do Grupo Estado


Os supermercados brasileiros tiveram R$ 7,1 bilhões de perda do faturamento bruto em 2016 em razão de furtos, erros ou quebra operacional, de acordo com os dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

O resultado representa 2,1% do total faturado pelas redes varejistas no ano passado, um aumento de 0,14% ante igual período do ano anterior.

Para o presidente da Abras, João Sanzovo Neto, a alta foi provocada por um impacto de maior ocorrência de furtos, sobretudo de produtos como bebidas e perfumaria.

"A experiência nos mostra que em períodos mais difíceis da economia, isso ocorre", diz.

O total desperdiçado em perdas no setor equivale ao faturamento de uma rede supermercadista de grande porte. Se fossem faturados por uma única empresa, os R$ 7 bilhões perdidos representariam a quinta maior rede de supermercados do Brasil.

O estudo identificou que 40,3% das empresas do setor ainda não possuem uma área de prevenção de perdas. No entanto, o número já foi muito maior no passado: era de 72% em 2012.

"Temos muito trabalho pela frente ainda no setor em busca de rentabilidade e de crescimento, mas também temos muito trabalho como cidadãos, de trabalharmos para diminuir o desperdício dentro das nossas lojas", diz Sanzovo.

O executivo ainda destacou a necessidade de redução de desperdício no caminho dos produtos até as lojas, sobretudo no caso de itens perecíveis.

No entanto, ele avalia como positivo o fato de que houve redução na comparação anual das perdas com itens como frutas, legumes e verduras, além de carnes.

FOTO: Thinkstock