São Paulo, 29 de Abril de 2017

/ Negócios

Movimento do comércio sobe em março
Imprimir

Com a perspectiva de melhoria do cenário econômico, a Boa Vista SCPC mantém a expectativa de que o varejo atinja um patamar positivo até o término deste semestre

O movimento do comércio varejista, em março, subiu 2,5%, de acordo com as informações apuradas pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), considerando os dados mensais com ajuste sazonal.

Na avaliação acumulada em 12 meses (abril de 2016 até março de 2017) houve queda de 3,5% frente aos 12 meses antecedentes. Já na comparação mensal contra o mesmo mês do ano anterior, houve diminuição de 2,9%.

Desde novembro de 2016 o indicador do varejo vem gradualmente, se recuperando quando observado na aferição acumulada em 12 meses. Com a perspectiva de melhoria do cenário econômico, como a diminuição de preços e juros, o aumento do consumo das famílias e dos investimentos, mantém-se a expectativa de que o varejo atinja um patamar positivo até o término do 1º semestre de 2017.

SETORES 

Na análise mensal, dentre os principais setores, o setor de “Móveis e Eletrodomésticos” apresentou alta de 5,9% entre março e fevereiro, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi negativa em 2,9%.

A categoria de “Tecidos, Vestuários e Calçados” subiu 0,6% no mês, expurgados os efeitos sazonais. Já na comparação da série sazonal, nos dados acumulados em 12 meses houve recuo de 8,7%.

A atividade do setor de “Supermercados, Alimentos e Bebidas” subiu 1,0% no mês na série dessazonalizada. Na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses recuou 2,6%.

Por fim, o segmento de “Combustíveis e Lubrificantes” apresentou estabilidade em março considerando dados dessazonalizados, enquanto na série sem ajuste, a variação acumulada em 12 meses apresentou queda de 5,0%.

METODOLOGIA 

O indicador Movimento do Comércio é elaborado a partir da quantidade de consultas à base de dados da Boa Vista SCPC, por empresas do setor varejista. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100, e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

*FOTO: Thinkstock



Entidades setoriais condenam a paralisação pelos danos às vendas e à mobilidade dos trabalhadores. Perdas do comércio podem chegar a R$ 5 bilhões em todo o país

comentários

Mesmo com a ausência de funcionários, lojistas do centro da capital e região da avenida Paulista tentavam manter a rotina na manhã desta sexta-feira (28/04)

comentários

Pesquisa da CNC aponta que, para 82% dos entrevistados, a economia vai melhorar nos próximos seis meses

comentários