São Paulo, 26 de Março de 2017

/ Negócios

Loja de bijuterias no centro de São Paulo anuncia falência
Imprimir

Em um dos locais de maior movimento do comércio, o shopping Porto Geral, O Rei dos Anéis sofreu uma queda de 60% nas vendas desde o início do ano

É fácil observar, em um passeio a pé pelas ruas paulistanas, que cresce dia a dia o número de pontos comerciais que cerraram as portas, até mesmo em regiões onde circulam consumidores com maior poder aquisitivo.

Locais normalmente abarrotados de gente, como a região da Rua 25 de Março, no centro da cidade, surpreendem atualmente pela redução do movimento de pedestres.

LEIA MAIS: Nem a Oscar Freire escapa da crise

Um lojista decidiu expor sua situação com uma placa na vitrine.  Quem circulou na última sexta-feira (20/06) no shopping Porto Geral, localizado na ladeira homônima, pôde ver uma inusitada placa na vitrine de uma loja de bijuterias: “Falindo”.

William Ki, gerente da O Rei dos Anéis, a loja que exibe a placa, diz que o dono da loja decidiu contar a verdade para os clientes.  “Suas  vendas caíram 60% neste ano, na comparação com o ano passado”, afirma Ki.

LEIA TAMBÉM: Falta crédito para micro e pequenos empreendedores, diz Afif

O contrato de locação da loja vence no dia 15 de julho. “Neste dia vamos fechar as portas”.

O Rei dos Anéis chegou a ter oito empregados. O time foi cortado pela metade. “Estamos tentando negociar o estoque com outras lojas, mas está difícil, pois, neste setor de bijuterias, está todo mundo falindo”.



Segmento de autopeças foi o único a crescer (4,5%) em volume de vendas, de acordo com levantamento da Associação Comercial de São Paulo

comentários

A projeção é do Instituto de Economia da ACSP com base em dados do IBGE e do Índice Nacional de Confiança (INC), pesquisa mensal da Associação Comercial de São Paulo

comentários

O arrefecimento da inflação e a expectativa de alta nas vendas com o resgate de contas inativas do FGTS pelos trabalhadores contribuiu para elevar em 6,4% o índice da CNC neste mês

comentários