São Paulo, 08 de Dezembro de 2016

/ Negócios

Faturamento das micro e pequenas cai pelo quarto mês
Imprimir

Levantamento do Sebrae mostra que as pequenas empresas, que fazem parte da indústria e do comércio, foram as mais afetadas pela crise

As micro e pequenas empresas (MPEs) do Estado de São Paulo registraram queda de 13,6% no faturamento real em abril em relação ao mesmo mês de 2014, apontam dados do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). 

Foi a quarta diminuição seguida no índice. A indústria teve o pior desempenho, registrando queda de 17% no faturamento. O comércio encolheu 15,6%, enquanto os serviços caíram 10,2%.

A receita total, segundo o Sebrae, foi de R$ 45,2 bilhões, R$ 7,1 bilhões a menos do que em abril do ano passado e R$ 2 bilhões abaixo de março de 2015. 

De janeiro a abril deste ano, a receita real recuou 13% em relação ao mesmo período de 2014.

O melhor desempenho no Estado foi registrado no Grande ABC, com alta de 5,8%. O interior paulista teve queda de 19,8% no faturamento. 

Já a Região Metropolitana de São Paulo teve retração de 7,4% e a capital paulista recuou 13% em abril.

O resultado negativo em todos os setores, afirmam pesquisadores do Sebrae, é reflexo do fraco desempenho da economia do país, além do aumento da inflação e do desemprego e da menor confiança dos consumidores.



Quem afirma é Pedro Passos (foto), presidente do conselho da Natura. Em evento, ele defendeu a simplificação tributária e a reforma trabalhista

comentários

Cinco dos nove ministros que votaram nesta quarta (07/12) puxaram a orelha do senador, mas o mantiveram na presidência do Senado. Com isso, está assegurada a votação da PEC do limite de gastos

comentários

Redução maior foi discutida na reunião do Copom, mas ainda depende da queda na resistência de alguns componentes do índice de preços, segundo Ilan Goldfajn, presidente do BC

comentários