São Paulo, 26 de Julho de 2017

/ Negócios

Essa padaria é boa para cachorro
Imprimir

Fundada pelos irmãos Chen, a Padaria Pet, que vende comidas e petiscos para animais de estimação, espera crescer 10% neste ano. Na foto, Rodrigo Chen, Arquelau So, responsável pela expansão das franquias, e Ricardo Chen

Os últimos anos não têm sido nada fáceis para os comerciantes. Somente em 2016, o varejo perdeu 108,7 mil pontos de venda, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Com a retomada da economia, a expectativa é que os números estabilizem e voltem a ficar positivos. Em meio a esse cenário que mistura fragilidade e esperança acontece o Dia do Comerciante, a ser comemorado no próximo domingo (16/7). Para marcar a data, o Diário do Comércio inicia com esta reportagem a série “Poder Jovem no Comércio”, que retrata as histórias e anseios de uma nova geração de comerciantes

                                                    *************

Uma padaria com bolos, cervejas, gelatinas, biscoitos, sorvetes, sucos e patês não parece fora do comum. 

Mas os produtos encontrados no número 502 da Oscar Freire, na zona oeste de São Paulo, não são feitos para consumo de pessoas, e sim para cães e gatos.

A ideia de criar comidas e petiscos para animais, que fogem da ração convencional, saiu da cabeça dos  gêmeos Rodrigo e Ricardo Chen, de 36 anos, fundadores da Padaria Pet.

A inspiração veio dos Estados Unidos. Durante uma viagem àquele país, em 2010, eles observaram as primeiras lojas desse tipo. Decidiram, então, trazer a novidade para o Brasil.

DIVERSIFICAR

A Padaria Pet não foi a primeira empreitada dos irmãos Chen.  A influência veio do pai, chinês da cidade de Xangai, que emigrou para o Brasil, e sempre teve sua própria empresa.

O pontapé inicial aconteceu na época da faculdade. Rodrigo e Ricardo são formados em engenharia pela Universidade de São Paulo (USP). Lá, eles fizeram parte da primeira turma do curso de empreendedorismo.

Durante esse período, montaram a primeira empresa: um site de compras coletivas. A ideia era juntar alunos de diversas universidades para conseguir descontos nos livros acadêmicos.

Anos mais tarde, eles se aventuram em empresas de benefícios, segurança e na confecção de brindes.

“Com o agravamento da crise em 2015, a primeira coisa que os empresários começaram a cortar foram os supérfluos, principalmente os brindes”, afirma Rodrigo. “A empresa teve uma perda de faturamento gigantesco”

Em vez de demitir os funcionários, eles decidiram tirar a Padaria Pet do papel e realocá-los no novo negócio.  A primeira loja foi inaugurada no bairro de Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

 A decisão de investir no mercado de animais de estimação foi acertada. O Brasil é um dos maiores mercados do mundo neste setor, só perde para Estados Unidos e Reino Unido.

Mesmo com a recessão econômica, os produtos para os bichinhos movimentaram R$ 18 bilhões em 2016, um crescimento de 4,9% em relação ao ano anterior, de acordo com a Associação Nacional de Distribuidores de Produtos Pet (Andipet).

RODRIGO CHEN, SÓCIO E FUNDADOR DA PADARIA PET, JUNTO A PRODUTOS DA LOJA

EXPANSÃO

A primeira loja serviu com um teste para que os irmãos pudessem analisar a aceitação do mercado. “Foi um sucesso e decidimos transformar a Padaria Pet em algo maior”, afirma Rodrigo Chen.

Em 2016, eles começar a planejar a expansão por meio do modelo de franquias. E abriram a loja conceito na Rua Oscar Freire.

O endereço foi escolhido a dedo para dar visibilidade à marca, já que a rua concentra diversas lojas importantes e um bom número de consumidores.

No mesmo ano, Ricardo Chen recebeu o prêmio de "comerciante do ano", atribuído pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e, posteriormente, se tornou um dos conselheiros da distrital de Pinheiros.

Além de vender as guloseimas, o estabelecimento dos irmãos Chen é um grande espaço de convivência para cães, gatos e donos.

A loja possui uma piscina de bolinhas para os animais, cinema e espaço para festas.  Futuramente, serão oferecidas aulas de judô para cães.

Além das franquias, a Padaria Pet também planeja crescer vendendo sua linha de produtos para outros Pet Shops.

“Ter produtos diferentes dos convencionais, como sorvete para cachorros, pode ajudar os comerciantes a se destacarem dos concorrentes locais”, afirma Rodrigo.

Para esse ano, os irmãos esperam crescimento de 10%. A meta para 2018 é ambiciosa: abrir 10 franquias e ter 100 distribuidores dos produtos da marca.

De acordo com Rodrigo Chen, o segredo para ser um empreendedor bem-sucedido é "trabalho duro e profissionalismo".

Não é apenas discurso. Quando cheguei à loja para fazer a entrevista, Rodrigo varria a calçada e Ricardo estava agachado no chão arrumando os produtos de uma prateleira.  Os irmãos Chen não têm medo de pegar no pesado.

FOTOS E VÍDEO: Thaís Ferreira/Diário do Comércio



Inspirados no pai, o ex-feirante Sérgio, Alexandre, Caio e Paulo montam banca de frutas exóticas e lanchonete que chega a faturar R$ 400 mil por mês

comentários

Rafael de Oliveira Augusto, apontado como o sucessor do pai no comando da Patroni Pizza, diz que trabalha até 12 horas por dia, mas não fica preso no escritório: "Estou ligado full time, acompanhando as lojas , a concorrência, a qualidade..."

comentários

Bruno Couto (foto), do Grupo Netshoes, comenta sobre os principais desafios do e-commerce brasileiro, na série especial Semana do Comerciante

comentários