Negócios

Empresário da indústria mostra pequeno aumento da confiança em agosto


O índice, medido pela CNI, registrou 52,6 pontos, dois a mais do que no mês de julho


  Por Estadão Conteúdo 18 de Agosto de 2017 às 12:10

  | Agência de notícias do Grupo Estado


A confiança do empresário da indústria, embora continue baixa, registrou ligeiro aumento em agosto, depois de dois meses de queda. É o que o revela a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) do mês, divulgado nesta sexta-feira, 18, pela entidade, atingiu 52,6 pontos, dois pontos acima do valor registrado em julho.

"Mesmo com o aumento de agosto, o Icei permanece inferior à sua média histórica, de 54 pontos, mantendo-se em nível aquém do necessário para estimular o investimento industrial", mostra o estudo da CNI. Os indicadores da pesquisa variam de zero a cem pontos e, quando estão acima dos 50 pontos, revelam confiança dos empresários.

Pela pesquisa, o otimismo é maior entre os grandes empresários: neste segmento o Icei registrou 54,5 pontos em agosto e ficou acima da média histórica nacional. Nas médias indústrias, o Icei foi de 51,4 pontos e, nas pequenas, de 50 pontos.

De acordo com a CNI, a recuperação da confiança em agosto se deu tanto pela avaliação dos empresários sobre as condições atuais quanto pela avaliação das expectativas futuras para o desempenho das empresas e da economia.

O índice de expectativas para os próximos seis meses passou de 53,8 pontos em julho para 55,8 pontos em agosto. Já o índice que avalia as condições atuais subiu de 44,2 pontos para 46,5 pontos.

"Embora ainda esteja abaixo da linha divisória - sinal de piora na percepção dos empresários quanto às condições correntes dos negócios -, esse patamar não era atingido desde dezembro de 2013, quando o índice de condições atuais registrou 46,8 pontos", destaca a pesquisa.

Esta edição da Icei foi feita entre 1º e 10 de agosto com 3.014 empresas, das quais 1.203 de pequeno porte, 1.154 médias e 657 de grande porte.