São Paulo, 28 de Julho de 2017

/ Negócios

E-commerce deve ter crescimento de 12% nas vendas em 2017
Imprimir

As lojas online brasileiras fecharam 2016 com faturamento de R$ 44,4 bilhões, o que representa um crescimento nominal de 7,4%

Após terem registrado o pior desempenho em 15 anos, as vendas do comércio eletrônico devem se acelerar em 2017, segundo estimativa da Ebit, empresa de informações sobre o varejo eletrônico.

A previsão é de que o setor cresça 12% este ano, atingindo faturamento de R$ 49,7 bilhões.

Se confirmada a expectativa para 2017, as vendas online estarão retomando um ritmo de crescimento da ordem de dois dígitos após uma forte desaceleração em 2016.

O e-commerce brasileiro fechou 2016 com faturamento de R$ 44,4 bilhões, crescimento nominal de 7,4% ante os R$ 41,3 bilhões registrados em 2015, segundo levantamento da Ebit.

A perspectiva é ainda de uma melhora na quantidade de pedidos feitos por internet.

Enquanto no ano passado as vendas cresceram unicamente por aumentos no preço médio das compras e o volume ficou estagnado, para 2017 a Ebit espera alta de 3,5% no volume de pedidos.

A estimativa é ainda de um crescimento de 8% no tíquete médio, atingindo o valor médio anual de R$ 452, com uma maior venda de produtos de maior valor agregado.

FOTO: Thinkstock



Contra todas as estatísticas, Olívia e Luísa Jock (na foto) fundaram um negócio de sucesso, mesmo desconhecendo lições básicas de gestão

comentários

Os preços dos eletroeletrônicos foram os que registraram as maiores quedas, de 5% em média, na passagem de maio para junho

comentários

No final de 2016, o paulistano Carlos Castro (na foto) criou a Diem, marca de calçados unissex como uma alternativa de trabalho enquanto tratava um problema de saúde

comentários