São Paulo, 30 de Setembro de 2016

/ Inovação

Dos bolos até as startups: a trajetória de Talita Lombardi
Imprimir

Ela começou ajudando sua avó em uma loja de doces e hoje orienta jovens empreendedores.

Empreender faz parte do DNA de paraibana Talita Lombardi. Desde os 14 anos, ela ajudava sua avó Teresinha, proprietária da Lombardi Doces, a vender e a produzir quitutes. 

O negócio, localizado na cidade de João Pessoa, foi fundado em 1960 e começou com a encomenda de bolos decorados para casamentos e aniversários. Com o passar dos anos, a pequena loja cresceu e Dona Teresinha, como é conhecida pelo cliente e amigos, se tornou uma das doceiras mais conhecida do município. 

“A história da avó foi uma inspiração para mim”, afirma Talita. Ela decidiu trabalhar com vendas, assim como a matriarca da família. Em 2002, começou sua trajetória profissional nas concessionárias da Volkswagen. Formada em administração e em marketing, ela foi subindo na carreira: de analista até gerente. Apesar da carreira bem sucedida na empresa, ela decidiu que queria mudar de área e foi para Chicago estudar inglês. 

Em 2011, de volta ao Brasil, Talita foi trabalhar no Peixe Urbano – um dos primeiros sites de compra coletiva.  Nesse período, ela ouviu pela primeira vez, a palavra startup e começou a se interessar cada vez mais por tecnologia e inovação. 

Desde então, a administradora se tornou mentora de jovens empresários em começo de carreira. Ela ajudou no crescimento de diversas startups, como a BazzApp, marketplace que reúne pequenos e médios comerciantes dentro do Facebook; a Grubster, aplicativo para reservas de mesa em restaurantes; e a Agente Imóvel, site que aluga imóveis por temporada. 

TALITA LOMBARDI DURANTE O EVENTO DA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL

Hoje, Talita têm dois blogs: o Menina Executiva e o Startup Stars. Nesses sites, ela escreve sobre o empreendedorismo, compartilha suas experiências e ajuda quem está pensando em montar um primeiro negócio. Além disso, ela é autora do e-book  Sales Thinking  e realiza palestras pelo Brasil. 

Em evento do Fórum de Jovens Empreendedores da Associação Comercial de São Paulo, Talita falou sobre a importância da comunicação para as startups e como elas podem se destacar usando a internet. A palestra fez parte da Semana do Jovem Empreendedor no Município de São Paulo. Confira os principais pontos que ela ressaltou durante a apresentação:
 
1)    Redes sociais e blogs – As startups que conseguem se destacar nas mídias sociais levam vantagem. “Alguns jovens empreendedores ficam muito preocupados em conquistar investidores, mas eles devem se lembrar que tem que ser conquistado é o cliente”, afirma Talita.  Uma das melhores formas de chamar a atenção dos consumidores é por meio de conteúdos criativos na internet. 

2)    Newsletter segmentada – É preciso conhecer e estudar quem é o público que vai receber seu conteúdo. “As newsletters podem ser uma forma de atrair mais clientes”, afirma Talita. “No entanto, esses e-mails podem ser considerados lixo eletrônico quando não são disparados para as pessoas que tem real interesse no tema abordado”, diz Talita. 
 
3)    Google Adwords – “Os brasileiros são internautas incomuns porque eles procuram tudo no Google”, diz Talita. “É essencial estar bem posicionado nas pesquisas do buscador”. Para isso, é importante conhecer como funciona a compra de palavras do Google. No início dos aplicativos de táxis, por exemplo, as empresas que se posicionaram melhor no Google, como a 99Taxis, foram as que conseguiram conquistar o mercado. 

4)    Parcerias – Unir grandes empresas e startups pode ser um bom negócio e também ajuda a tornar uma nova empresa mais conhecida. “Um dos exemplos de parcerias bem sucedidas foi entre Easy Táxi e a rede de hotéis Ibis”, afirma Talita.  Durante alguns meses, os usuários do aplicativo tinham desconto na hospedagem. Isso ajudou a startup se tornar mais popular. 


5)    Mídia – “Contratar os serviços de uma assessoria de imprensa pode ajudar a comunicação com os jornalistas, contudo uma startup precisa estar bem estruturada antes de dar esse passo”, afirma Talita. A blogueira acredita que uma nova empresa precisa estar com um plano de negócios bem organizado e conhecer bem seus consumidores antes de começar a dar as entrevistas. 

MOSAICO DE PESSOAS COM O SÍMBOLO DO PEIXE URBANO

6)    Integrar on e offline – Uma boa peça de comunicação não precisa ser feita exclusivamente para o mundo online. “As campanhas do Peixe Urbano durante o festival de Salvador são um bom exemplo”, diz Talita. A startup deu desconto para quem ajudassem formar um mosaico humano com o símbolo da empresa. A ação offline teve grande repercussão na internet porque a foto foi amplamente compartilhada nas redes sociais. 

 



Conheça a expressão criada para designar eventos de curta duração em que empreendedores solucionam desafios tecnológicos de grandes empresas

comentários

O SP Conecta pretende unir startups de base tecnológica e grandes empresas, como Braskem, Embraer, GE Healthcare e Hospital Albert Einstein

comentários

Dona Ume (na foto) decidiu recomeçar aos 87 anos. Com a ajuda dos filhos, ela resgatou a plantação que herdou, e hoje é dona de uma fábrica de chá artesanal, em Registro (SP)

comentários