São Paulo, 30 de Setembro de 2016

/ Gestão

Para 84%, a presidente sabia da corrupção na Petrobras
Imprimir

É o que revela levantamento do Datafolha veiculado neste domingo (22). De cada cem entrevistados, 61 acreditam que Dilma Rousseff nada fez para impedir que os crimes ocorressem

Um levantamento do instituto Datafolha veiculado neste domingo (22) pela Folha de S.Paulo mostra que para 84% dos entrevistados, a presidente Dilma Rousseff sabia de corrupção na Petrobras, sob investigação Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Entre os eleitores que declararam voto em Dilma no segundo turno da eleição do ano passado, 74% acham que ela conhecia -outros 19% acreditam que ela não tinha conhecimento e 8% não souberam responder.

Para 61% dos entrevistados, a presidente nada fez para impedir que os crimes ocorressem, enquanto 23% disseram que, apesar de saber, Dilma nada poderia ter feito para impedir.

Os resultados são semelhantes entre os entrevistados de todas as divisões socioeconômica, faixas etárias e preferências partidárias, inclusive entre eleitores da petista.

Para 88 de cada 100 entrevistados a descoberta da corrupção prejudica a Petrobras. Do total, 51% acreditam que coloca a companhia em risco por muito tempo. Apenas 23% disseram que a ameaça não será prolongada.

A pesquisa foi realizada com 2842 pessoas em 172 municípios brasileiros nos dias 16 e 17, logo após as manifestações populares contra o governo, e a margem de erro é de dois pontos porcentuais

*Com informações e foto do Estado Conteúdo



Redução do volume de investimento não terá grande impacto nas metas operacionais. O plano também prevê a adoção de orçamento zero e novas medidas para redução de custos

comentários

A base da nova gestão, segundo o presidente Pedro Parente (foto), será o conceito de orçamento base zero, que redefine a cada ano os projetos e investimentos prioritários

comentários

Economia não é o único assunto dos líderes das 20 maiores potências do mundo reunidos na China. Imigração, meio ambiente, corrupção e terrorismo estão na pauta

comentários