Finanças

Transações financeiras entre empresas caem 46,8% no 1º semestre


Mas interesse dos investidores estrangeiros continua segundo a Anbima


  Por Agência Brasil 16 de Agosto de 2017 às 18:52

  | Agência de notícias da Empresa Brasileira de Comunicação.


O volume de operações financeiras (transações) entre as empresas caiu 46,8% no primeiro semestre de 2017 em comparação ao mesmo período de 2016.

Já o número de operações, caiu 25,5% no mesmo período, também comparado a 2016.

De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (16/08) pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), as transações entre as empresas brasileiras totalizaram os R$ 12,5 bilhões nos primeiros seis meses do ano, o que representa 31% do total negociado.

“Essa queda aconteceu por conta de transações menores. Cabe destacar que a comparação que estamos fazendo é feita com o primeiro semestre de 2016, que foi um ano bastante forte, o ano de maior volume desde 2011."

"O que notamos é que há interesse dos investidores e que os estrangeiros continuam atentos ao Brasil, e há um ambiente favorável que deve permitir a retomada [da economia]”, disse o coordenador do Subcomitê de Fusões e Aquisições da Anbima, Dimas Megna.

De acordo com o balanço da entidade, mais da metade (55,76%) das operações foi para aquisição de controle. No primeiro semestre do ano passado, essas operações representaram 60,54% do total. Maior número de operações do semestre (61,4%) se concentrou na faixa abaixo de R$ 100 milhões.

Entre os setores que se destacaram no volume de operações, mineração aparece com aumento de 22,50% em relação ao primeiro semestre do ano passado, seguido de metalurgia e siderurgia, que cresceu 16,89%, e alimentos e bebidas, 19,01%.

Quando analisado o crescimento do número de operações, lideram a lista assistência médica e produtos farmacêuticos (20,5%), seguido de TI/Telecom (11,4%).

FOTO: Thinkstock