Facesp

Placar eletrônico ultrapassa R$ 1 trilhão em impostos


Placar eletrônico ultrapassa a marca de um trilhão de reais 19 dias antes do mesmo período do ano passado


  Por Redação Facesp 21 de Junho de 2017 às 00:00

  | Da equipe de comunicação da Federação das Associações Comerciais do Estado de S.Paulo


O superintendente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, José Augusto Gomes, alertou a comunidade em geral pelo valor atingido pelo placar eletrônico que sinaliza a quantidade de impostos Federal, Estadual e Municipal recolhidos pelos contribuintes no Brasil, desde o começo do ano. O valor foi superado na manhã da última sexta-feira, dia 16, superando R$ 1 trilhão. “O montante equivale ao total de impostos, taxas e contribuições pagos pela população brasileira desde o dia 1º de janeiro de 2017”, disse o dirigente mariliense ao lembrar que o mesmo valor foi alcançado bem depois, dia 05 de julho do ano passado. “Essa diferença de 19 dias indica que a arrecadação tem aumentado o ritmo”, reforçou o dirigente mariliense.

Na opinião do Presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, a explicação é de que a arrecadação aumenta quando há crescimento econômico e elevação de impostos, e que as taxas de inflação também exercem efeitos sobre o montante arrecadado. “Já que nossa economia não está crescendo, essa diferença de 19 dias reflete aumentos e correções feitos em impostos e isenções, além da obtenção de receitas extraordinárias como o Refis”, comentou o dirigente que está acompanhando passo a passo das medidas governamentais. “Reflete também a inflação, que, apesar de ter caído, segue em patamar elevado”, analisa Alencar Burti. “No segundo semestre, espera-se elevação arrecadatória em função da melhora da atividade econômica”, opinou.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Libânio Victor Nunes de Oliveira, embora a arrecadação federal tenha caído em termos reais, é o número nominal que deve ser analisado. “Os impostos são forçosamente pagos pelo empresariado, e a quantidade que existe é muito grande que chega a valores elevadíssimos”, comentou. “Não se trata do fortalecimento do comércio em si, mas a quantidade de impostos que são cobrados, principalmente no primeiro semestre”, reforçou o dirigente em tom de preocupação. “O movimento melhorou, mas ainda está abaixo do esperado no comércio varejista”, reclamou. “O setor industrial é que está em elevação”, apontou.

Os números informados pelo Impostômetro representam o total de impostos, taxas e contribuições pagas pelos brasileiros desde o início do ano. No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar os valores arrecadados em todos os estados e municípios, e também por período e categoria (produção, circulação, renda, propriedade). O painel foi implantado em 2005 pela Associação Comercial de São Paulo para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista, próximo a praça do Colégio São Bento.

#
Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME
Telefone:(14) 98137.7189 (Vivo) 
E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.br
Site: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeiros
Skype: marciomedeiros8020
www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarial