São Paulo, 23 de Março de 2017

/ Brasil

Brasileiros terminaram 2016 com mais medo do desemprego
Imprimir

O indicador que mede o receio de perder o trabalho cresceu 3,6 pontos no último trimestre do ano, chegando a 64,8 pontos. Em dezembro de 2015, o indicador estava em 61,2 pontos

Os brasileiros encerraram 2016 com mais medo de ficarem sem trabalho do que tinham ao fim de 2015, de acordo com pesquisa divulgada nesta sexta-feira (6/1), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O Índice de Medo do Desemprego cresceu 3,6 pontos no último trimestre do ano, chegando a 64,8 pontos. Em setembro do ano passado e em dezembro de 2015, o indicador estava em 61,2 pontos.

"O aumento no fim do ano compensou a queda verificada em setembro e fez com que o índice encerrasse o ano acima do verificado em dezembro de 2015, o que indica que o brasileiro permanece receoso em relação à situação no mercado de trabalho", avaliou a CNI no documento.

Já o Índice de Satisfação com a Vida ficou praticamente estável no último trimestre de 2016, com uma queda de 0,2 ponto em relação com setembro, passando de 67,0 pontos para 66,8 pontos. Em dezembro de 2015, esse indicador estava em 65,9 pontos.

Somente a região Sul registrou queda no Medo do Desemprego no ano passado, com recuo 5,4 pontos na comparação entre dezembro de 2015 e último mês de 2016. Foram os Estados do Sul que também apresentaram maior aumento na Satisfação com a Vida nesse período, com alta de 4,4 pontos.

Já a região Nordeste, no sentido inverso, registrou aumento de 11,3 pontos no Medo do Desemprego ao longo de 2016, com retração de 1,4 ponto na Satisfação com a Vida.

FOTO: Thinkstock



Índice de evolução da produção no setor atingiu 44,4 pontos, com alta de apenas 0,2 ponto em relação a janeiro

comentários

Ao falar sobre as reformas que o governo pretende realizar no País, o presidente citou a trabalhista em primeiro lugar. Tema está sendo discutido pela Câmara

comentários

Pela primeira vez desde outubro os empresários de todos os portes de empresa estão otimistas

comentários