São Paulo, 09 de Dezembro de 2016

/ Blogs

O tablet virou o computador (literalmente)
Imprimir

ArmorActive desenvolve plataforma de segurança para uso de tablets em pontos de venda

Os tablets já vêm sendo usados como substitutos de caixas registradora há algum tempo, mas a ArmorActive desenvolveu uma tecnologia que leva o uso desses aparelhos ainda mais longe – nos sentidos literal e figurado. O sistema é composto de dois itens.

O primeiro é a base, na qual o tablet fica encaixado. Ela conta com todo tipo de conexão encontrada em um computador tradicional, como rede para internet e o cabo do caixa, para que ele substitua um PC como ponto de venda.

O segundo item é a capa que envolve o tablet e se acopla à base. Uma vez acoplado, o tablet fica trancado: a liberação é feita com um chip RFID, que pode estar num crachá -- ou seja, a empresa pode controlar quem tem autorização para retirar o tablet da base.

Isso significa que o aparelho pode ser usado para transações ou por um funcionário que esteja circulando pela loja, demonstrando produtos ou consultando estoques, por exemplo.



Rony Sato, gerente de inovação e tecnologia da Basf, eleita três vezes uma das cem empresas mais inovadoras do mundo, conta o que uma companhia deve fazer para se manter criativa

comentários

A líder mundial da indústria química mantém parcerias com pesquisadores acadêmicos e startups, fomenta sugestões criativas de funcionários e desenvolve projetos com outras empresas

comentários

Seu aplicativo, que virou uma febre entre os jovens, é acessado a cada dia por cerca de 150 milhões de internautas – quase 15 milhões mais do que o Twitter.

comentários