Blogs

Cosméticos e roupas feitos por marcas de cerveja: o que isso significa?


Heineken e Carlsberg mostram que empresas vendem estilos de vida – e não produtos e serviços


  Por O que vem por aí 24 de Agosto de 2015 às 12:00

  | O jornalista Rodolfo Araújo, diretor de Conhecimento e Pesquisa da Edelman Significa, decifra as tendências que irão marcar o mundo dos negócios


Mais uma lição de uma marca que entende o significado que representa e lança mão deste fato para transcender a oferta de produtos e serviços. A Heineken, mais do que ser reconhecida pela bebida que fabrica, explora outros tipos de entrega que materializem o estilo de vida por ela simbolizado.

Em colaboração com varejistas norte-americanos, a empresa criou uma coleção de roupas a partir de uma parceria com uma grife local de moda urbana.  É a primeira iniciativa que será complementada por outros lançamentos que têm como objetivo dar elasticidade à percepção de valor e às associações feitas pelas pessoas ao que a marca representa.
 
Recentemente, a concorrente dinamarquesa Carlsberg lançou uma linha de cosméticos masculinos desenvolvidos à base de cerveja – isso mesmo! O vídeo abaixo mostra o processo:

Heineken e Carlsberg, em iniciativas como essas, mostram que cada vez mais as marcas entregarão a visão de mundo que oferecem – não importa o produto ou serviço que fabricam.
 
E a sua marca: o que ela representa além do que você comercializa?