São Paulo, 24 de Junho de 2017

/ Blogs

Auxílio funeral e dependentes: como declarar?
Imprimir

Tire todas as suas dúvidas sobre imposto de renda no Diário do Comércio e fique em dia com a Receita Federal

 

 

O valor recebido do empregador, a título de auxílio-funeral, está sujeito à incidência do Imposto de Renda na Fonte?

IOB Sage responde: O valor recebido do empregador, a título de auxílio-funeral, está sujeito à incidência do Imposto de Renda na Fonte e na Declaração de Ajuste Anual do beneficiário.

Somente estão isentos do imposto os valores pagos a esse título pela Previdência Social oficial da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e pelas entidades de previdência privada.

 

Minha mãe e meu irmão foram declarados como dependentes do meu pai na declaração anterior, nesta declaração posso declará-los como meus dependentes?
 
IOB Sage responde: Os pais que, em 2014, tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 21.453,24 podem ser considerados dependentes do contribuinte. Os irmãos só podem ser dependentes se não tiverem o arrimo dos pais, se o contribuinte detiver a guarda judicial, até 21 anos, ou 24 anos se ainda estiver cursando universidade ou escola técnica de segundo grau, em qualquer idade, quando incapacitados para o trabalho.

 

Mande suas dúvidas para impostoderenda@dcomercio.com.br.

 



Esse volume inicial, que totaliza R$ 3 bilhões, contemplará idosos e pessoas com deficiências. O valor restituído ficará disponível no banco informado pelo contribuinte durante um ano

comentários

Governo estuda reduzir o imposto para faixas maiores de rendimento. Para auditores fiscais, a medida deveria ser acompanhada pela ampliação das faixas de isenção

comentários

Mais de 1,6 milhão de contribuintes terão direito à devolução do imposto, no valor total de R$ 3 bilhões. O depósito nas contas bancárias será feito em 16 de junho

comentários